INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL – A MÁQUINA DA VEZ NA PUBLICIDADE

Footer Icon
asdasd

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL – A MÁQUINA DA VEZ NA PUBLICIDADE

Presidente da ABRADi fala à PnA sobre a importância da “Inteligência Artificial” na Publicidade e no Marketing.

Não podemos mais pensar em Inteligência Artificial ou AI (sigla em inglês) como coisa do futuro. Ela está presente entre nós há algum tempo. Quando interagimos com os assistentes virtuais Cortana, Siri e outros, estamos usando a inteligência artificial. Ao pesquisar no Google algo de seu interesse e logo em seguida receber sugestões relacionadas aquilo, também estamos utilizando inteligência artificial.
De maneira simples podemos definir inteligência artificial como a ciência que torna máquinas inteligentes por meio de algoritmos que dão instruções do que fazer.
Agora como tudo isso influência na Publicidade e no Marketing? Quais as inovações que a AI trará a este mercado? Estas e outras perguntas você acompanha na entrevista com o Presidente da ABRADi, Anderson de Andrade à PnA.Digital.

1  Que mudanças a Inteligência Artificial trará para a Publicidade e o Marketing Digital?

Na realidade, ela já tem trazido há algum tempo. A aquisição de audiência ultrasegmentada, seja de modo orgânico ou pago, abastece os diálogos das marcas. Aumenta-se o resultado e o engajamento com o público. São os variados algoritmos presentes nas mídias digitais que propiciaram esse renascimento à prática de mídia na contemporaneidade. Tudo tende a se intensificar e ficar cada vez mais onipresente, até o ponto em que deixemos de diferenciar as experiências como “on” ou “off”. Acredito no conceito “onlife”, perene, sempre presente.

 

2  Como a Inteligência Artificial se aplica a Publicidade/Marketing? E de que forma ela pode mudar a maneira como trabalhamos?

Mídia, Criação e Tecnologia formam novas duplas e trios. Diretor de arte e redator abastecem-se das recomendações automatizadas das ferramentas digitais. As variações de peças e campanhas aumentam. O próprio conceito de campanha deixa de fazer sentido em muitas aplicações — como os aspectos de viralização nas redes sociais. A boa notícia é que essa transformação dará cada vez mais trabalho (em todos os sentidos) para os talentos da nossa indústria.

3  Você acredita que o homem pode ser substituído pelas máquinas? Como será a relação do homem com a Inteligência Artificial?

As máquinas foram projetadas para nós, então podemos alcançar quaisquer resultados que nosso talento e estudo permitirem. Sem dúvidas vamos desenvolver cada vez mais artifícios que cumpram determinadas tarefas operacionais do nosso dia a dia. O avanço da computação neural e da compreensão da linguagem por parte das máquinas pode contribuir ainda mais para isso. Determinadas profissões deixarão de existir — ou melhor, já deixaram. A Foxconn, por exemplo, anunciou recentemente sua primeira fábrica totalmente automatizada. Os únicos colaboradores são aqueles que vistoriam as máquinas.

4  O uso da Inteligência Artificial pode tornar os trabalhos da Publicidade e do Marketing superficial?

Nosso expertise como profissionais de comunicação é um equilíbrio entre subjetividade e objetividade, erros e acertos, previsão e imprevisão. Essa revolução tem servido para revalorizarmos nossas falhas, pois elas serão o principal diferencial para competir com as máquinas. Errar é humano e errar rápido é nossa principal estratégia daqui para frente.

Deixe uma resposta